McDonald´s quer mais fornecedores portugueses

 

Tomate, cebola e alface iceberg são os hortícolas que a McDonald’s Portugal quer comprar aos produtores nacionais.  

Atualmente, cerca de 42% dos alimentos utilizados pela marca em Portugal são comprados a fornecedores nacionais, mas a cadeia de restauração quer reduzir ainda mais as importações.

André Santos, gestor de qualidade da McDonald’s, revela o perfil dos fornecedores: Certificados em Global GAP, McDonald’s Agriculture Assurance Programme e Food Safety Standard; não utilizar organismos geneticamente modificados; cumprir a legislação comunitária  e local; não utilizar Bisfenol A; utilizar óleo de palma de fonte sustentável e proveniente de fornecedores da McDonald’s; não recorrer à nanotecnologia na preparação dos produtos.

André Santos reconhece que há produtos, como o caso da batata (variedades Russet Burbank e a Shepody importadas de França), que são difíceis de substituir por “ser difícil a sua produção em Portugal”. Contudo adianta, por exemplo, no que diz respeito às sopas, que “existe capacidade” para comprar mais a fornecedores nacionais.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s