Bebidas energéticas sem benefícios

mercado_alimentar_bebidas energéticas

Uma lata de 250ml de uma bebida energética pode conter até 27 g de açúcar e 80 mg de cafeína

Parlamento Europeu chumba a aplicação de alegações de saúde nos rótulos das bebidas energéticas. Medida poderia incentivar consumo de produtos ricos em açúcar e cafeína.

As bebidas energéticas não devem ostentar alegações de que a cafeína “contribui para aumentar o estado de vigilância” e para “melhorar a concentração”, considerou o Parlamento Europeu (PE) ao recusar um projeto da Comissão Europeia. 

Os eurodeputados consideram que essa rotulagem poderia incentivar os jovens a consumir estas bebidas ricas em açúca , ingredientes associadas a problemas de sono e de comportamento nas crianças e adolescentes. Relembre-se que os jovens são os principais consumidores regulares destas bebidas: 68% dos adolescentes e 18% das crianças.

O PE foi mais longe e pede mesmo aos Estados-membros que estudem a possibilidade de introduzir regras sobre a comercialização de bebidas com elevado teor de cafeína ou alimentos com adição de cafeína às crianças e adolescentes.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que os adultos e as crianças não obtenham mais do que dez por cento da dose diária de energia a partir de açúcares livres. Uma lata de 250 ml de uma bebida energética pode conter até 27 g de açúcar e 80 mg de cafeína.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s