Cheira a Manjericão!

mercado_alimentar_aromaticas_vivas

A Aromáticas Aromas produz 16 variedades de plantas aromáticas para o mercado ibérico

A Aromáticas Vivas, com sede em Viana do Castelo, recebe o ouro e o prémio “O Melhor dos Melhores” no Concurso Nacional de Ervas Aromáticas Tradicionais Portuguesas.

O Manjericão em vaso Aromáticas Vivas é o grande vencedor e coloca a empresa Aromáticas Vivas pelo terceiro ano consecutivo no pódio. Uma distinção que não se fica por aqui, já que a Medalha de Prata foi atribuída ao produto Hortelã-menta em vaso, na mesma categoria.

A empresa Aromáticas Vivas, sediada em Viana do Castelo, é em Portugal a maior produtora de ervas aromáticas em vaso, produzindo, embalando e vendendo também plantas cortadas. As suas instalações estão equipadas com a mais alta tecnologia de produção, amiga do ambiente, com capacidade para produzir mais de 5 milhões de plantas ao longo de todo o ano. Atualmente produz cerca de 16 variedades de plantas aromáticas para o mercado ibérico, sendo que mais de 30% são exportadas para Espanha.

O objetivo do Concurso Nacional de Ervas Aromáticas Tradicionais Portuguesas é premiar, promover, valorizar e divulgar as Ervas Aromáticas Tradicionais, genuínas e exclusivamente produzidas em Portugal e é promovido pela CNEMA e a Qualifica/ Origin Portugal – Associação Nacional de Municípios e de Produtores para a Valorização e Qualificação dos Produtos Tradicionais Portugueses.

Os prémios serão entregues durante a próxima Feira Nacional da Agricultura em Santarém, no início de Junho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s