O vinho que vem da água

 

Mercado_alimentar_Ervideira_Duarte leal da costa

Duarte Leal da Costa, diretor executivo da Ervideira, acredita no sucesso do “Vinho da Água”

São 32.000 as garrafas de Conde D’Ervideira Vinha da Água Reserva Tinto 2014. Ao fim de oito meses a estagiar a 30 metros de profundidade na Albufeira do Alqueva… venha de lá a prova!

Num processo inovador e pioneiro no Alentejo, a Ervideira, produtor vitivinícola do Alentejo, sediada em Évora, trás à superfície das águas do Alqueva um vinho que esteve oito meses em estágio submergido. Colocadas junto à Amieira Marina, na Albufeira do Alqueva, à temperatura constante de 17ºc, em qualquer altura do ano, o vinho Conde D’Ervideira Vinha da Água Reserva Tinto 2014, agora recolhido, vibra com tons mais intensos, dada a ausência total de luz.

“Prevemos que este vinho seja um verdadeiro sucesso no mercado, pois os consumidores irão querer provar a sua irreverência e inovação. A sua qualidade fará com que volte a comprar, bem como escolhê-lo para oferecer aos seus amigos”, afirma Duarte Leal da Costa, diretor executivo da Ervideira. Depois de verificadas as condições de todas as garrafas, estas serão colocadas no mercado nacional e internacional “e os preços deverão oscilar entre os 20 e os 28 euros a garrafa”, adiantou ainda.

Para já, as garrafas serão analisadas uma a uma, de forma a verificar se não houve alteração do volume de vinho e do lacre, e submetidas a análises físico-químicas. Para além dos testes da responsabilidade da empresa, a qualidade do vinho será ainda controlada por três entidades: a Alfândega, o Instituto do Vinho e a Comissão Vitivinícola Alentejana.

O Conde D’Ervideira Vinho da Água é produzido a partir da seleção dos melhores lotes das castas Touriga Nacional, Aragonez, Tinta Caiada, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon, vinificadas casta-a-casta. Para o primeiro ano a Ervideira terá 32.000 garrafas para colocar no mercado, mas a empresa pretende aumentar a produção já a partir da vindima de 2015.

A adega da Ervideira viu na crise de 2008, “uma oportunidade para fazer diferente”. A aposta na diferenciação, na imagem, sem nunca esquecer a qualidade dos vinhos, permitiu à empresa de Évora registar em 2015, um volume de vendas de 600 mil garrafas, o que representa um aumento de 20% quando comparado com igual período de 2014 relativamente aos seus vinhos topo de gama.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s