E a rainha das conservas é….

Conservas_Dinheiro Vivo

… A sardinha! O seu consumo tem ajudado a aumentar as exportações de conservas que, no último ano cresceram quase 17%, face a 2012. O que se traduz em quase 206 milhões de euros em vendas no estrangeiro.

De acordo com o secretário-geral da Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe (ANICP), Castro e Melo, “a indústria de conserva portuguesa viveu sempre muito, e continua a viver, dos mercados internacionais. Não é de surpreender que atualmente a exportação seja feita para mais de 70 países”.

Em 2013, as exportações de conservas de peixe atingiram cerca de 50 mil toneladas, mais 16,3% face à quantidade vendida no ano anterior. As conservas de sardinhas representam cerca de um terço desse volume. Em 2013 foram exportadas cerca de 18 mil toneladas (mais 9,8%) com um volume de negócios a crescer para os 84 milhões de euros (mais 18,3%).

Seguem-se o atum, com 10 mil toneladas de vendas em 2013, que representa um valor de 56 milhões de euros. Seguem-se  as conservas de sarda e cavala, das quais se exportaram pouco mais de 8 mil toneladas (37 milhões de euros).

 

Com Lusa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s