Apostar nos recursos marinhos

Foto: AlgaPlus

Foto: AlgaPlus

Portugal tem condições para se tornar um grande produtor e comercializador de algas marinhas. A Ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, revela que Governo está disposto a apoiar projetos com verbas dos fundos comunitários.

Portugal tem condições para se tornar num grande ator na Europa na produção e comercialização de algas. Os apoios comunitários poderão ajudar na implementação deste tipo de projetos que ajudam a “criar mais riqueza, acrescentam valor e geram postos de trabalho altamente qualificados”, disse Assunção Cristas, hoje em Ílhavo.

Numa visita à empresa “pioneira na produção e transformação de algas” em Portugal, Algaplus, a ministra da tutela realçou a importância da inovação e do sistema ambientalmente sustentável implementado, que conjuga as algas com a aquacultura.

“É o início da fileira das algas, mais uma área da economia do mar e que poderá ter grande importância na conjugação com a aquacultura. Somos o segundo maior consumidor de peixe e temos de o produzir. O desafio é crescer na aquacultura e por isso lançámos 30 novas concessões no Algarve e 40 aqui em Aveiro que, combinadas com este tipo de cultura terão maior sustentabilidade”, comentou Assunção Cristas.

A “erva patinha” ou “Nori do Atlântico”, como é conhecida, ou ainda “Porfina”, na designação científica, é a espécie de alga de maior consumo a nível mundial, nomeadamente no Japão e nas Coreias, usada no conhecido “shushi”.

A aposta do cultivo complexo em terra, menos sujeito às variações climáticas, permite à empresa garantir o abastecimento ao longo de todo o ano, um maior controlo de qualidade na cultura e um processamento e diversificação da oferta com espécies de maior valor acrescentado.

A Algaplus foi criada em 2011 por Helena Abreu e Rui Pereira, dois investigadores portugueses que trabalharam no Chile e nos Estados Unidos e regressaram a Portugal para aplicar os conhecimentos numa área de negócio praticamente inexplorada,

Agora, e em parceria com a empresa Materágua, com experiência em aquacultura, produzem atualmente macroalgas para a indústria alimentar, cosmética e de saúde e bem-estar. Para além do mercado nacional, exportam diversos produtos para a Inglaterra e Suíça e algas a granel para França.

 

Saiba mais aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s