UE quer maior controlo das dioxinas

D.R.

D.R.

A indústria alimentar deverá aumentar e reforçar o controlo da presença de dioxinas, furanos e PCB na alimentação humana e animal.

A recomendação 2013/711/UE  lista um conjunto de alimentos que requerem maior atenção e que deverão ser alvo de um maior controlo de salubridade. A saber: Fígado de ovelha e cordeiro; Caranguejo chinês (vísceras e carnes); Ervas secas (alimentação humana e animal); Argilas vendidas como suplemento alimentar.

De acordo com a recomendação, os Estados-Membros devem realizar, proporcional à sua produção, utilização e consumo de alimentação humana e animal, a monitorização aleatória da presença de dioxinas, de dioxina PCB e PCB não semelhantes a dioxinas.

Os dados recolhidos deverão ser reencaminhados para a Autoridade de Segurança Alimentar Europeia (EFSA), sendo ainda da sua responsabilidade informar a Comissão e os outros Estados-Membros das suas conclusões, os resultados de seu investigações e as medidas tomadas para reduzir ou eliminar a fonte de contaminação.

Esta recomendação vem substituir a recomendação de 2011/516/EU.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s